Nenhum produto na sacola.

Procurar
12 razões para usar + lub

12 razões para usar + lub

Você sabia que um bom lubrificante irá ajudar a aumentar o seu prazer e evitar dor e lesões, durante o sexo?

Muitas pessoas têm a falsa ideia de que os lubrificantes são úteis apenas  para as mulheres com problemas de secura vaginal ou para a prática de sexo anal.

Entretanto, eles podem ser usados por qualquer pessoa e podem melhorar muito a vida sexual de quem o usa.

Veja como o lubrificante pode ser usado em diversas situações

1. Evita dor

A secura vaginal realmente é uma indicação muito conhecida, não só para quem está na menopausa como também em outras situações, como amamentação, uso de medicações que apresentam esse efeito colateral, stress, anticoncepcionais, entre outros. Evita tanto dor à relação sexual quanto possíveis lesões devido ao atrito.

 

2. Torna o sexo anal mais prazeroso

Tornar o sexo anal menos doloroso e mais prazeroso. Muito da dor que se sente ao tentar praticar sexo anal é devido ao fato de que o ânus não se lubrifica naturalmente tão bem como a vagina, o atrito aumenta, causando tensão e dor.

  

3. Facilita o orgasmo

A sensação de prazer pode aumentar com o uso do lubrificante e inclusive facilitar o orgasmo. Muitas vezes, como a lubrificação espontânea adequada pode demorar mais que o esperado, o uso do lubrificante pode sinalizar para o corpo que já está na excitação máxima e facilitar o orgasmo.

 

4. Ajuda em situações de ansiedade

Em situações que causam medo e ansiedade na hora do sexo, como nas pessoas com pouca experiência ou após cirurgia recente, que podem apresentar certa dificuldade em relaxar, a secura pode estar presente, por isso o uso do lubrificante pode ajudar.

 

5. Pode prolongar a relação sexual

Pode prolongar a relação sexual. Quando o tempo da relação sexual começa a se estender, após muito tempo de atrito do pênis com a vagina, pode haver certa sensibilidade e ardência na região vaginal, o que é facilmente resolvido com um bom lubrificante.

 

6. Pode evitar que a camisinha se rompa

Pode melhorar o prazer com o preservativo e evitar que ele se rompa. Muitas pessoas se queixam que a lubrificação diminui com o uso do preservativo, mesmo aqueles que já vem com lubrificante, podem se secar com a atividade sexual, podendo-se romper ou diminuir o prazer. Por isso usar uma pequena quantidade pode melhorar muito a sensação.

 

7. Pode prevenir infecções

O atrito em excesso, que pode ocorrer durante o sexo pode facilitar infecções, como corrimentos ou infecção urinária.

 

8. É melhor que saliva

O lubrificante é muito melhor que saliva. Muitas pessoas utilizam saliva para aumentar a lubrificação, mas ela seca muito rapidamente e pode alterar o ph vaginal.

 

 9. Sexo oral fica mais agradável

Falando em saliva, o uso de lubrificante pode tornar seu sexo oral muito mais agradável, por existirem muitos com sabores e cheiros diferentes, o que tornará sua relação sexual muito mais diversificada.

 

10. Melhora prazer na masturbação

Pode melhorar o prazer na masturbação e com o uso de brinquedos sexuais. Pela mesmo motivo que melhora durante a relação sexual.

 

11. Experimentar sensações diferentes na sua vagina

Aprimorar a relação sexual usando lubrificantes diferentes, alguns esquentam, outros resfriam ou trazem sensação de vibração. Ótimo para não cair na mesmice!

 

12. Evita dor no pênis

Assim como pode evitar dor e machucados na vagina, também evitará para o pênis, tornando a relação muito mais prazerosa para o homem também.

Drª Nelly Kobayashi

Autora

Dra. Nelly Kim Ami Kobayashi
CRM-SP 129.368

Formada pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FM-USP) com especialização em Ginecologia e Obstetrícia pelo Hospital das Clínicas da FM-USP.

Possui Título de especialista em Ginecologia e Obstetrícia (TEGO) pela Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO).

Especialização Master em Sexologia pela Universidade de Pisa, na Itália, em 2013. Atuou como médica colaboradora no setor de sexualidade no Departamento de Ginecologia do Hospital das Clínicas da FM-USP.

Atualmente é médica da Clínica VidaBemVinda e pós-graduanda em Sexualidade Humana pela FM-USP.